Exposição Fotografia

CatarinaEduardo_Inshadow_2.jpg

Trajeto De Um Corpo Inanimado

Catarina Eduardo

29 Novembro a 13 Dezembro | 14h às 20h 

Trajeto de Um Corpo Inanimado foi desenvolvido ao longo do ano de 2021 e conta com 9 imagens no total e uma prova de artista.


Diariamente, o ser humano é exposto a uma sistemática padronização de pensamentos e crenças que pressionam o livre arbítrio de apenas ser. Somos obrigados a ser algo que possa servir o sistema, sem podermos usufruir da liberdade de escolher não ser nada. A pressão que é vivida desde muito cedo, pode conduzir a um auto questionamento sobre a nossa própria identidade, ferindo o ego humano e submetendo-o a uma corrente do pensamento conformista, deixando o indivíduo em decadência.


Trajeto de um Corpo Inanimado, título deste projeto fotográfico, convida a entrar na mente de um sujeito perdido em si próprio, que decide despir-se da tradição de automatismo e mecanização vivencial e desapegar-se da intensa padronização do quotidiano, para, em seguida, abraçar a naturalidade da vida.

Local:

Espaço de Santa Catarina - Largo Dr. António de Sousa Macedo 7, 1200-123 Lisboa

Entrada Livre

CatarinaEduardo_Photo.png

Natural de Grândola, desde cedo sentiu a necessidade de criar e desenvolver aspetos de expressão através de alguma forma de arte.
Estes caminhos conduziram a uma licenciatura em Fotografia e Cultura Visual, na qual descobriu o interesse em transportar temáticas como o existencialismo para a inércia da imagem através de técnicas como longa exposição, colagens, jogo de luz, autorretrato e psicologia das cores, sendo o corpo humano um elemento sempre presente, sendo estas as linhas fortes do seu trabalho. Catarina considera que o autoconhecimento seja infindável e a nossa vivência quotidiana multidisciplinar, não merecemos ser rotuláveis e aprisionáveis a uma só forma de existir. Desta forma, o seu percurso artístico cinge-se a uma constante descoberta de vários métodos e estímulos devido às vastas influências que a cercam diariamente, sendo uma delas o cinema e televisão, onde o seu trabalho se conecta atualmente.